terça-feira, 27 de outubro de 2009

Cenas de casamento - 01



Enquanto ela olha para leste, ele avista o oeste.
Em pouco tempo voarão para o sul, pois o que os move é sobrevivência e instinto.
Mas existe, lá no fundo, outra vontade encoberta por essa necessidade tão trivial de querer estar mundo para sempre. Uma vontade que ao mesmo tempo possui qualidades do real e do imaginário. Uma vontade que se resume em querer dilacerar as regras e ver o que acontece. Tentar ser oposto e voar para o norte.
Enquanto eles sonham com a direção almejada, não partem.

Sonhar não é viver. É um preâmbulo do inatingível. É um persistente estado de dúvida.


3 comentários:

  1. esses passarinhos são muito doidos e indecisos!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, Dani.

    Humm... passarinhos...

    Adorei o "querer estar mundo para sempre"

    ResponderExcluir