quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Festa





Acordei com essa vontade intensa de festa. E como há dias não me sentia assim, achei-me estrangeira nesse desejo inconsequente de felicidade. Refaço planos adormecidos,  recrio sonhos suaves e desejos melódicos, creditando a eles essa vontade de conciliar o mundo à minha volta. Listo vontades como: ler katherine mansfield e virginia woolf e escutar mais beatles. Tolerar mais, sem esquecer da palavra 'não'. Ouvir mais, ponderando as palavras, os gestos e os silêncios - principalmente os silêncios. Falar mais, especialmente aquilo que é imprescindível e que, às vezes, se oculta na obviedade do dia-a-dia. E escrever. Escrever, todos os dias, sempre, incessantemente.
(ouvindo beatles - and your bird can sing).

Um comentário:

  1. Adorei, hein! Inspiradíssimo! Ah, que vontade de fazer tudão...

    ResponderExcluir