quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Impermanência



Pergunto-me se existe um instante que pode libertar todas as coisas, que pode mudar o trânsito deste dia, que pode me desviar de qualquer linha reta que me apareça pelo caminho. Pergunto-me sobre as coisas que mudam, mudam tão rápido, transitam entre o imaginário e o impossível. Pergunto-me sobre os erros. Sim, só os erros podem me conduzir a uma eventual (afinal), felicidade.

Um comentário:

  1. Inspiradíssimo!!!! E me diga se isso não poderia ser um ótimo começo...?

    ResponderExcluir