sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Vislumbre


Por um instante acho possível compreender-me um pouco. Logo em seguida, me perco, me desconheço novamente. Perco meus nortes indispensáveis, minhas seguranças inquestionáveis. De novo aproprio-me deste silêncio que retorna com o que é desconhecido. Um silêncio atemporal, nostálgico, impróprio, paradoxal. Um silêncio tomado de pensamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário